Em breve iremos descontinuar o suporte para o seu navegador. Atualize-o para uma versão mais moderna. Fechar
(48) 3222 7440 | (48) 3222 7450

ACESSE SEU PLANO


SALDO, EXTRATOS,
BOLETOS E FORMULÁRIOS.

NOTÍCIAS

11/07/2017
PREVIDÊNCIA PRIVADA É OPÇÃO PARA QUEM DESEJA ENVELHECER TRANQUILO

Com a possibilidade aumentar o tempo mínimo de contribuição para aposentadoria para 40 anos, conforme proposta da reforma da Previdência, muitas pessoas recorreram aos planos de previdência privada, comercializados por bancos e corretoras e também disponibilizados a grupos fechados.
A ideia é juntar dinheiro para envelhecer tranquilo. Nesse tipo de investimento, uma certa quantia em dinheiro é depositada todos os meses, com resgate futuro. O operador do capital investe em fundos. A máxima do mercado vale para este tipo de aplicação: quanto mais longa for a aplicação, maior o retorno. Normalmente, os planos rendem pelo menos o CDI, que acompanha a Selic, hoje em 11,25% ao ano.
Além dos depósitos mensais, o investidor pode fazer aportes únicos, aumentando o bolo. Ao fim do plano, o contribuinte pode receber o dinheiro de uma vez ou parcelado, como um salário.
Entre as vantagens da previdência privada está a possibilidade de o dinheiro a ser resgatado não entrar em inventário, em caso de morte do investidor. Outro ponto que chama a atenção é o fato de esse tipo de plano não poder ser executado. Ou seja, caso o investidor tenha alguma dívida em nome dele ou de empresa, o dinheiro da previdência não pode ser utilizado para quitá-la.
A desvantagem é que se o contribuinte falecer enquanto ele estiver recebendo o benefício, o pagamento mensal é interrompido, a não ser que no plano conste uma cláusula específica. Também não vale a pena resgatar parte do dinheiro antes da hora, sob pena de taxas elevadas.
O desconto de Imposto de Renda também deve ser levado em consideração. Conforme explica o professor de Finanças do Ibmec, Eduardo Coutinho, é possível seguir a tabela progressiva ou regressiva. No primeiro caso, a tabela é a mesma do IR, que começa com 7,5% e termina com 27,5%. No segundo, ela é inversa: começa com 35% de desconto e termina com 10%. Em ambos os casos, a alíquota varia conforme o tempo da aplicação.
“Pessoas que começam a contribuir mais velhas costumam optar pela progressiva, que segue a tabela do IR”, diz o diretor da Comissão Técnica Nacional de Investimentos da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp), Lucas Nobrega.
Fonte: Hoje em Dia
 

CONHEÇA NOSSOS SIMULADORES



Atendimento

Previc

Notícias Anteriores

2017-07-02
INSTITUIDORES
Esquerda Direita
(48) 3222 7440 | (48) 3222 7450
Av. Hercílio Luz, 639. Ed. Alpha Centauri, sala 211.
Centro - Florianópolis - SC. CEP: 88020-000
  • OABPrev-SC - Fundo de Pensão Multipatrocinado da Ordem dos Advogados do Brasil
  • Todos os Direitos Reservados
Stock Info - Gerenciamento da Informação