Em breve iremos descontinuar o suporte para o seu navegador. Atualize-o para uma versão mais moderna. Fechar
(48) 3222 7440 | (48) 3222 7450

ACESSE SEU PLANO


SALDO, EXTRATOS,
BOLETOS E FORMULÁRIOS.

NOTÍCIAS

07/12/2017
LONGEVIDADE E REFORMA ESTIMULAM BUSCA POR PREVIDÊNCIA PRIVADA

O aumento da expectativa de vida e a percepção de que mudanças nas regras da Previdência pública estão cada vez mais próximas têm elevado a busca por alternativas de poupança para aposentadoria. Um exemplo disso é o segmento de previdência privada aberta, que, mesmo durante a crise econômica, manteve o ritmo de crescimento.

Só neste ano, até 29 de novembro, os fundos de previdência que aplicam recursos de planos PGBL e VGBL captaram R$ 40,5 bilhões em recursos, elevando o patrimônio para a casa dos R$ 720 bilhões, segundo dados da Associação Brasileira de Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Nos anos de 2015 e 2016, a captação líquida alcançou R$ R$ 40,2 bilhões e R$ 48 bilhões, respectivamente.

"A indústria de previdência tem mostrado crescimento grande e rentabilidade forte. Apesar da crise por que passamos, ela se mostrou robusta, o que é um alento para os poupadores e para os que estão pensando no futuro, na sua previdência e na aposentadoria", afirma Ricardo Rochman, professor e coordenador do mestrado em economia da Fundação Getulio Vargas (FGV). Ao lado de William Eid Junior, professor titular e coordenador do Centro de Estudos em Finanças (GVCEF) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) da FGV, Rochman liderou a elaboração do Guia de Previdência Valor/FGV 2017, que premiou ontem os melhores gestores de recursos de previdência do país.

O levantamento analisou e classificou com estrelas 590 fundos de investimentos que aplicam recursos de planos PGBL e VGBL. O objetivo do guia, explica Rochman, é ajudar investidores a analisar o desempenho dos produtos oferecidos no mercado, além de contribuir para melhorar o planejamento para a aposentadoria. O ranking com os melhores gestores e fundos do segmento estão na edição especial da "ValorInveste" que circula hoje para os assinantes do jornal Valor.

Mas, para que os fundos de previdência se mantenham competitivos no cenário de juro na mínima histórica - que torna os investimentos de renda fixa menos rentáveis -, foram necessárias algumas mudanças nas regras de alocação dos recursos, de modo a dar mais flexibilidade para o gestor buscar alternativas com maior retorno. Entre as principais alterações, destaca-se o aumento dos limites para investir em renda variável.
Com a mudança, gestores de fundos de previdência voltados para investidores qualificados agora podem aplicar até 100% dos recursos em ações. Para os demais perfis, o limite subiu de 49% para até 70%. Na visão dos gestores dos fundos premiados pelo Guia de Previdência FGV/Valor 2017, as alterações foram fundamentais para manter a competitividade desses investimentos.
Fonte: Valor Econômico
 

CONHEÇA NOSSOS SIMULADORES



Atendimento

Previc

Notícias Anteriores

2017-07-02
INSTITUIDORES
Esquerda Direita
(48) 3222 7440 | (48) 3222 7450
Av. Hercílio Luz, 639. Ed. Alpha Centauri, sala 211.
Centro - Florianópolis - SC. CEP: 88020-000
  • OABPrev-SC - Fundo de Pensão Multipatrocinado da Ordem dos Advogados do Brasil
  • Todos os Direitos Reservados
Stock Info - Gerenciamento da Informação